Blog Dicas incríveis

Como armazenar alimentos de forma segura e correta

Você sabe como armazenar alimentos de forma segura e correta? No dia a dia, muitas vezes desperdiçamos comida ou colocamos em risco nossa saúde por não seguir as orientações adequadas de armazenamento de alimentos. Mas chega de fazer isso. Hoje vamos dar algumas dicas práticas e simples para você aproveitar melhor os alimentos e evitar contaminações.

Primeiro de tudo, você precisa saber que existem diferentes tipos de alimentos que requerem diferentes condições de armazenamento. No geral, podemos dividir os alimentos em três categorias: perecíveis, semi-perecíveis e não perecíveis.

-Alimentos perecíveis são aqueles que estragam facilmente e devem ser mantidos sob refrigeração ou congelamento, como carnes, leite, iogurtes, ovos, queijos, frutas, legumes e verduras. Esses alimentos devem ser consumidos em até 5 dias após a compra, se refrigerados, ou em no máximo até 3 meses, se congelados. É muito importante verificar a data de validade e as condições de embalagem desses produtos antes da comprá-los e fazer o armazenamento.

-Alimentos semi-perecíveis são aqueles que têm uma durabilidade maior, mas ainda assim podem se deteriorar se não forem armazenados de forma adequada, como pães, bolos, cereais, biscoitos, massas, feijão, arroz, farinhas, óleos, margarina, manteiga, geleias, doces e enlatados. Esses alimentos precisam ser guardados em locais secos, arejados e frescos, longe da luz solar direta e de fontes de calor. Também é muito importante manter esses alimentos em recipientes fechados, limpos e bem identificados, para evitar a entrada de insetos, roedores e microrganismos. Os alimentos semi-perecíveis duram de alguns dias a alguns meses, dependendo do tipo e da forma de armazenamento.

-Alimentos não perecíveis são aqueles que não se estragam facilmente e podem ser armazenados por períodos mais longos, como sal, açúcar, café, chá, molhos, vinagre, conservas, temperos e alimentos desidratados. Esses alimentos também devem ser guardados em locais frescos, secos e arejados, longe da luz solar direta e de fontes de calor. Assim como os alimentos semi-perecíveis, eles precisam ser mantidos em recipientes fechados, limpos e bem identificados, para evitar a entrada de insetos, roedores e microrganismos. Os alimentos não perecíveis duram de alguns meses a alguns anos, dependendo do tipo e da forma de armazenamento.

Como armazenar alimentos corretamente

Agora que você já sabe como classificar os alimentos, veja algumas dicas de como armazenar alimentos de forma segura e correta em cada categoria:

Para armazenar alimentos perecíveis na geladeira, siga algumas regras básicas, como:

  • Separe os alimentos crus dos cozidos, para evitar a contaminação cruzada.
  • Para evitar que alimentos delicados amassem e estraguem, coloque os alimentos mais pesados e volumosos nas prateleiras inferiores e os mais leves e delicados nas superiores.
  • Coloque os alimentos que precisam de mais refrigeração, como carnes, frangos, peixes e laticínios, nas partes mais frias da geladeira, como as gavetas inferiores ou as prateleiras próximas ao congelador.
  • Coloque os alimentos que precisam de menos refrigeração, como frutas, legumes e verduras, nas partes mais quentes da geladeira, como as prateleiras próximas à porta e as gavetas superiores.
  • Coloque os alimentos em potes ou sacos plásticos próprios para alimentos, bem fechados e etiquetados com a data de validade.
  • Não guarde alimentos quentes na geladeira, pois isso aumenta temperatura interna e favorece o crescimento de microrganismos. Espere que os alimentos esfriem antes de guardá-los.
  • Não deixe os alimentos por muito tempo na geladeira. Eles podem perder o sabor, a cor, o aroma e os nutrientes. Consuma-os dentro do prazo de validade ou, se necessário, congele-os.

Para armazenar alimentos perecíveis no congelador, siga algumas regras básicas, como:

  • Embale os alimentos em potes ou sacos plásticos próprios para congelamento, bem fechados e etiquetados com a data de congelamento e o nome do alimento.
  • Congele os alimentos em porções uniformes e pequenas, para facilitar o descongelamento e o consumo.
  • Não congele alimentos que já foram descongelados, pois isso pode comprometer a qualidade e a segurança dos mesmos. Consuma-os logo após o descongelamento ou descarte-os, se estiverem com mau aspecto ou cheiro.
  • Não congele alimentos que não se adaptam bem ao congelamento, como maionese, ovos, creme de leite, queijos frescos, iogurte, frutas e verduras com alto teor de água, como alface, pepino, melancia, tomate, etc. Esses alimentos podem perder a textura, os nutrientes e o sabor ao serem congelados.
  • Não misture alimentos diferentes no mesmo recipiente, pois eles podem ter tempos de congelamento e descongelamento diferentes, e ainda podem alterar o sabor uns dos outros.
  • Evite encher demais o congelador, pois isso dificulta a circulação do ar frio e pode prejudicar o congelamento dos alimentos. Deixe um espaço entre os recipientes e não coloque nada na porta do congelador.
Sugestão: Kit porta mantimentos, R$ 219,00 na Amazon (Compre aqui)

Para armazenar alimentos semi-perecíveis e não perecíveis na despensa, siga algumas regras básicas, como:

  • Verifique sempre a data de validade e as condições de embalagem dos alimentos antes de comprá-los e armazená-los. Jamais compre e guarde alimentos com embalagens rasgadas, amassadas, estufadas, furadas, enferrujadas ou vazando.
  • Guarde os alimentos em locais secos, frescos e arejados, longe de luz solar direta e de fontes de calor, como fogão, forno, micro-ondas, etc. A temperatura ideal para a despensa é entre 15°C e 25°C e a umidade relativa do ar é entre 50% e 70%.
  • Guardar os alimentos em recipientes fechados, limpos e bem identificados, para evitar a entrada de insetos, roedores e microrganismos. Você pode usar potes de vidro, plástico ou metal, desde que sejam próprios para alimentos e tenham boa vedação. Não use recipientes que já foram usados para guardar produtos químicos, como detergentes, inseticidas, etc.
  • Organizar os alimentos de acordo com o princípio FIFO (First In, First Out), ou seja, os primeiros que entram são os primeiros que saem. Coloque os alimentos mais antigos na frente e os mais novos atrás, para facilitar o controle da validade e evitar o desperdício.
  • Limpar periodicamente a despensa, retirando os alimentos, limpando as prateleiras e os recipientes e verificando se há sinais de pragas ou contaminação. Descarte os alimentos que estiverem vencidos, mofados, alterados ou com insetos.

Seguindo essas dicas simples e práticas, você pode armazenar alimentos de forma segura e correta, aproveitando melhor os nutrientes, o sabor e a qualidade dos mesmos. Lembre-se que a forma como você armazena os alimentos pode influenciar na sua saúde e na do seu bolso. Não descuide desse aspecto tão importante da sua alimentação.

Leia também: Como escolher sua máquina de café expresso